RESENHA | "CLUBE DA LUTA 2" de Chuck Palahniuk - Parágrafo Cult

RESENHA | "CLUBE DA LUTA 2" de Chuck Palahniuk

Publicado em quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Foto: Larissa (Acervo Pessoal) - @paragrafocult
Editora: Leya  |  Páginas: 280  |  Ano: 2017  |  Gênero: História em quadrinhos, ficção

Há pouco tempo atrás resenhei o livro Clube da Luta aqui e por isso hoje, resolvi trazer uma resenha da sua sequência. Estava eu certo dia, bem antes de toda essa quarentenização, andando pelo shopping quando vejo uma daquelas famosas lojinhas onde várias obras estão à venda por apenas dez reais. Entrei para dar uma olhada e encontrei esse daqui (assim como vários outros livros do Chuck que vivo achando nessas lojinhas. Foi nelas que consegui do autor, livros como Condenada, Maldita, Clímax, Clube da Luta 1 e 2). Eu nem ao menos sabia que Clube da Luta possuía uma sequência. Também não sabia que a sequência viria como uma HQ.
Foto: Larissa (Acervo Pessoal) - @paragrafocult
A história se passa em torno de 10 anos dos acontecimentos do primeiro livro. Aqui, logo no começo ficamos finalmente sabendo do nome do Narrador que não nos é revelado no primeiro livro. Ele se chama Sebastian, está casado com Marla e tem um filho de nove anos chamado Junior. Não só isso como também está viciado em remédios e depressivo. Vivendo um dia após o outro de forma automática e lenta. Marla continua a ir aos grupos de apoio e também anseia por algo emocionante em seu casamento morto com Sebastian, já que sua vida está bem diferente da maluquice que um dia foi.

Por conta dessa necessidade de emoção e excitação, Marla então começa a sabotar os remédios do marido que suprimiam a personalidade de Tyler. Ela quer a versão antiga de Sebastian de volta e por isso acaba não pensando nas consequências perigosas de seus atos.
Foto: Larissa (Acervo Pessoal) - @paragrafocult
Tyler, consequentemente acaba reaparecendo e percebemos que seus seguidores ainda continuam ali, esperando ávidamente por suas ordens e frases insanas. Ficamos sabendo mais para a frente que Tyler não é apenas criação da mente privada de sono de Sebastian e sim algo genético que vai passando através de gerações com as mesmas ideias doentias. Ele não está apenas em Sebastian mas passou por seu pai, seu avô e estará também em seu filho, Junior.
Foto: Larissa (Acervo Pessoal) - @paragrafocult
Um "acidente" faz com que Junior desapareça e para recuperar o filho de volta, Sebastian precisa entrar novamente para o Projeto Mayhem (ou Projeto Desordem e Destruição), aquele grupo criado por Tyler no primeiro livro. Tenho que dizer que de primeira a história não me agradou tanto. Achei  tudo muito maluco e com várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, principalmente os momentos onde Marla se junta a uma amiga do grupo de um grupo de apoio para ir atrás do filho. Um exército de crianças, quebra da quarta-parede por parte do autor que se colocou como um personagem que chega até a interagir com Marla, entre outras coisas mas depois percebi que é apenas Chuck Palahniuk sendo ele mesmo. E sim, em um determinado momento da história ele se coloca como personagem para criticar a si mesmo, o primeiro livro e as pessoas que colocam Tyler em um pedestal, tatuando suas frases sem perceber que o personagem não deveria ser endeusado.
Foto: Larissa (Acervo Pessoal) - @paragrafocult
Enfim, Clube da Luta 2 é uma boa pedida mas é preciso entender a ideia do autor aqui, ao trazer um Tyler mais louco do que antes porém que ao mesmo tempo, continua o mesmo: puro caos, junto do Projeto Mayhem e seus seguidores malucos, alguns deles bem conhecidos dos fãs do primeiro livro e do filme.

Desculpa a qualidade de algumas fotos. Meu celular resolveu zuar com a minha cara em alguns momentos. :(
Ah, o instagram do @ParagrafoCult junto com o @Livros_Fantasy e o @Crialite está sorteando um cupom de R$ 100,00 em livros na Amazon. Corre para participar! A foto oficial está no link abaixo da imagem.

16 comentários:

  1. Não sabia que o livro tinha uma continuação.

    Quem sabe em algum momento pode ter uma sequência do filme tb.

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Nossa eu também não sabia que a história tinha sequência, muito menos que era HQ hahaha amei, fiquei curiosa para saber como tudo isso termina ♥

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Larissa como vai? Parece uma obra interessante, embora não veja tanta inovação em relação ao primeiro. Será que haverá sequência para o filme? Adorei a resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá, garota.
    Adoro o filme e o romance, como vc deve saber. E é um dos poucos casos onde o cinema deu contornos mais interessantes à trama do que na obra primeva. Contudo, nunca li este gibi. Mas creio que compraria por um preço promocional como o que vc encontrou. Talvez, mais à frente, baixe para ler em scans. Olha só: é um gibi que divide opinião. Divide entre 90% e 10%, rs. A maioria odeia e alguns poucos gostam. De plano, penso que o autor deveria ter deixado a obra por si só, finda. Expansão de universos, em regra, é algo que tem tudo para desandar. Não gostei, por exemplo, de já começarmos a leitura sendo apresentados a Sebastian, alguém com nome, RG e CPF. O mistério em torno do protagonista (a quem chamo de Jack), sempre foi mais interessante. Mas, claro, preciso ler esta HQ para saber realmente se fico com a "maioria" ou a "minoria".
    Parabéns pela ótimas fotografias. Como sempre, um trabalho profissional!
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii! Sei sim que curte, tu mesmo já me falou algumas vezes e apesar de também gostar dos dois, tenho qeu concordar com o seu ponto de vista sobre a adaptação. Vou ser sincera, imagino que tu não vai gostar porque eu mesma senti que tive que fazer um esforço pra gostar, tentei entender o que o autor quis passar ali porque se não fosse isso, eu teria odiado totalmente. Também chamava o Narrador de Jack então saber do nome dele logo no começo já me fez iniciar a leitura com o pé atrás. O final do primeiro livro era bom e não precisava de mais. Sem contar que acho que por ser uma HQ, ele colocou coisas mais malucas do que ele normalmente usa nos livros dele, aí ficou bizarro de uma forma meio negativa já que ele ultrapassou sua própria maluquice usual. Dali eu curti mais o desespero da Marla por algo novo porque acho que combina com a personagem, além de algumas cenas do narrador apático. De resto, só senti um exagero desnecessário como se o autor quisesse "causar". Ele tem postado algo sobre uma sequência dessa HQ mas eu não estou animada para ler. Porém, apesar dos pesares, te indico a ler essa sim, até pq é uma leitura rápida.

      Quanto as fotos, obrigada!! Mesmo! Tenho tentado melhorar e fazer o melhor que posso tirando as fotos com meu celular mesmo dentro do meu quarto! :D

      Excluir
  5. Estou entrando nesse mundo de gibis e os livro do clube da luta estão na minha listinha, estou muito ansiosa para comprar e ler.

    Beijinhos,
    Renata

    ResponderExcluir
  6. Oi, Larissa. Lembro-me da resenha da primeira parte e do quanto pareceu interessante. Essa segunda parte mais parece um caça- níquel. Talvez porque a língua dos quadrinhos não é tão legal assim para se adotar algumas obras. Talvez o livro de verdade tenha uma maneira mais envolvente de contar os fatos.

    Antes do Covid-19 existiam essas feirinhas nos shoppings daqui. Dez reais considero ótimo para livros. Até comprei alguns. Pena que agora elas sumiram.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Larissa

    Também não sabia que havia uma sequência nem que ela era uma HQ.
    Eu tenho mais interesse em assistir ao filme do que em ler o livro pra te falar a verdade, mas quem sabem...


    Beijo
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Larissa,
    Eu nem sabia que tinha continuação!!!! Chocada!
    Não faz meu estilo, mas tenho uma amiga que leu Clube da Luta, vou contar para ela sobre o 2.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi Lari, tudo bem?
    Curto o filme Clube da Luta mas não me interesso tanto pelos livros.
    Essa vibe mais surreal não é tanto a minha praia, então as "viagens" de Sebastian/Tyler e esse aspecto mega violento da coisa não flertam tanto comigo.
    Mas achei a arte da HQ beeem legal.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Primeiro que eu nem sabia que tinha hq. Segundo, que traços lindos! Eu cheguei a ver o filme, mas tenho certeza que o livro é mais interessante.

    Abraço

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  11. Não sabia que tinha sequência, curti bastante!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  12. Gosto dessa vibe lúdica e surreal que o autor cria, tanto que gostei bastante do primeiro livro, e fiquei bem interessada nessa continuação em HQ, quando possível quero conferir.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  13. Oi
    não sabia que tinha uma continuação, primeira resenha que leio desse segundo e legal que é um HQ, o traços parecem ser bonitos, que bom que curtiu a leitura e que encontrou o livro por um preço bom.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Mais uma por aqui que não sabia da sequência e seu formato. Haha
    Já fica anotado pq consegui o e-book do primeiro durante os promocionais da quarentena, se eu curtir já cato esse.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir