4 LIVROS COM PROTAGONISTAS FORA DO PADRÃO


É comum vermos nas obras de romance, principalmente nas de época, personagens que seguem um padrão raramente quebrado. Felizmente, esse estereótipo de belos casais brancos de figura magra ou malhada é algo que vem sendo rompido nos últimos tempos, apesar desse se ter ainda um longo caminho para ser percorrido. Trouxe então, uma lista com algumas obras de época que fogem desse padrão de alguma forma e vou tentar deixar de fora obras que estou sempre citando por aqui, como O Retrato de Dorian Gray e Entrevista com o Vampiro que são livros que acho que vocês já não aguentam mais me ver falando sobre.

1. O Morro dos Ventos Uivantes

Por mais que as muitas adaptações do clássico literário de Emily Brontë tragam Heathcliff como um belo homem branco, charmoso e repleto de rancor, para quem lê o livro fica claro que ele é um rapaz pobre e claramente não é branco. Na obra, que eu particularmente não considero um romance, já que o relacionamento de Cathy e Heathcliff é extremamente obssessivo, o personagem é chamado de vários nomes ofensivos e descrito de várias formas. Sua pele é dita como escura mas ele também é chamado algumas vezes de cigano, o que faz pensar que ele não é negro e nem branco, porém têm a pele mais escura como a do povo romani. Mesmo assim, é um personagem que foge dos padrões principalmente da época em que o livro foi lançado, lá em 1847.

"Em outras palavras, eu preciso querer os olhos azuis e a testa lisa de Edgar Linton", respondeu ele."Bem, eu os quero - mas pouco adianta"
"Um bom coração ajuda a ter um rosto formoso, querido", continuei, "mesmo que você seja negro; e um coração mau transforma até os mais formosos em coisas muito feias."


2.  Dumplin'

Conheci primeiro o filme e depois o livro e me apaixonei pelos dois. Dumplin' fala sobre uma garota gorda e autoconfiante que, após ver a sua autoestima abalada, resolve participar de um concurso de beleza para provar que não há nada de errado em pessoas gordas participarem de tais concursos e que, claro, ser gorda não a torna menos linda. Me identifiquei demais com a obra e se tornou uma das que guardo no coração.

"A vida inteira tive um corpo digno de comentários, e se há uma coisa que viver na minha pele me ensinou foi que, se o corpo não é seu, você não tem o direito de dizer nada. Seja a pessoa gorda, magra, alta ou baixa, não interessa."


3. O guia do cavalheiro para o vício e a virtude

Uma obra engraçada, com um casal gay protagonista e que faz o leitor se apaixonar por suas mensagens relacionadas ao amor e autoconhecimento. Foi uma leitura de surpresa gostosa da qual eu sinceramente não esperava que fosse gostar mas que no fim, dei boas risadas e me apaixonei. 

"Vejo um homem ruivo se debruçar sobre o parapeito de uma ponte e levantar a máscara para poder beijar outro homem de barba espessa e, eita, jamais quero deixar esse lugar."


 4. Cinderela está morta

Fiquei doida para ler esse livro desde o momento em que coloquei os olhos na capa, afinal, tanto a capa quando o título já chamam bastante a atenção. É uma obra com uma protagonista maravilhosa e empoderada. É uma história muito boa para ler e amar o romance entre Sophie e Constance e torcer para que elas superem as leis patriarcais da sociedade em que vivem. 

"Não quero ser salva por nenhum cavaleiro de armadura reluzente. Eu gostaria de ser a pessoa usando uma armadura, e gostaria de ser quem salva alguém."


Já falamos bastante aqui sobre a nossa loja parceira, a Atelier Clássico, que sempre deixa dicas maravilhosas para decoração para a sua casa, com opções lindas para o leitor que quer deixar seu cantinho de leitura ou até mesmo a casa inteira como que saída dos livros que lê. Os estilos dos móveis de luxo da Atelier Clássico são bem diversos e vão desde o estilô vintage e retrô, moderno marchetado até o industrialminimalistarústico, dentre muitos outros, a lista é enorme. Quem acompanha o blog sabe que sou uma fã de obras clássicas, daquelas bem antigas de literatura gótica, apesar de que também amo livros de sci-fi e fantasia. Por isso, mesmo tendo esse gosto variado, consigo encontrar móveis que se adaptem muito ao meu estilo literário. Cada uma repleta de detalhes impecáveis. 

Postar um comentário

0 Comentários