Lestat de Lioncourt - Parágrafo Cult

Lestat de Lioncourt

Publicado em terça-feira, 10 de agosto de 2021

 
 São muitos os motivos que normalmente nos fazem gostar de um personagem. Ele não precisa necessariamente ser o mocinho ou o vilão (ao menos não para mim) e sim ser marcante. Adoro personagens bem construídos, daqueles repletos de camadas do tipo que mesmo que não concordemos com suas atitudes, nos pegamos pensando que ok, talvez a gente o entenda. 

Percebi que vários dos meus personagens favoritos são os mais "complicados" e isso me inspirou a criar esse post (e talvez outros, caso gostem da premissa). Não é que eu não goste de mocinhos ou algo do tipo mas acho que pela comum falta de aprofundamento ou carisma, eles raramente me cativam. Um bom exemplo de personagem que em vários momentos demonstra ser algo como um vilão mesmo que não leve esse rótulo ao pé da letra é o personagem Lestat de Lioncourt d'As Crônicas Vampirescas da Anne Rice, tendo aparecido inicialmente no livro Entrevista com o Vampiro (1976). Ele inicia a série literária sendo um completo insuportável mas com o passar das páginas fica difícil de não gostar dele. Lestat passou por muita coisa na série e se tornou um personagem tão famoso que é um dos maiores vampiros literários atualmente.

O personagem ficou muito conhecido após ser interpretado por Tom Cruise no filme de 1994. Ele já foi um jovem mimado que fugiu com o seu amigo e também paixão Nicolas de Lenfent com quem viveu até ser transformado por um criador que o abandonou logo após isso, o deixando sozinho. 

Mas o mais importante e que se destaa no personagem é a sua capacidade de transitar entre ser amado e odiado ou até mesmo de continuar sendo amado apesar de algumas de suas escolhas. Sendo herói, vilão, príncipe e rockstar. Sua personalidade sarcástica, manipuladora e venenosa, ao mesmo tempo contrasta com seus momentos melancólicos, juvenis e gentis. Lestat é impulsivo e intenso, principalmente com quem ama (vemos bem isso com Louis mais do que com Nicolas até).

Lestat é do tipo que gosta do poder de ser quem é agora mas está em constante batalha interna porém, como vemos em Entrevista com o Vampirol, ele e Louis lidam com suas vidas imortais de formas completamente diferentes. 

Amo o personagem mas já vi alguns leitores da Anne Rice odiarem ele, o que não é injustificável já que Lestat fez coisas horríveis que facilmente o fariam merecer a alcunha de vilão. Acho que para quem inicia a série, só é possível vê-lo com um novo olhar após o segundo livro da série intitulado "O Vampiro Lestat" onde podemos ver tudo pela ponto de vista do personagem. 


Enfim, como é dito pelo próprio "o mal é um ponto de vista", então seria ele bom ou mal?  


Já que estamos falando de uma obra com todo aquele ar clássico, uma dica para quem gosta de decorações nesse estilo, uma dica é o Atelier Clássico. Já falei para você dele antes. Sempre fico apaixonada pelos móveis, ainda mais que sou fã de romances góticos. Mas tem outros estilos lá além dos clássicos, como rústicos, minimalistas, industriais e vários outros. 

2 comentários:

  1. Oi, Larissa. Como vai? Que lindas peças de decoração hein! Um abraço!


    http://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, garota!

    Não tem jeito. Quase todo mundo prefere o vilão, ainda mais as mulheres, com a eterna paixão por rebeldes.

    Só li Entrevista com o vampiro até hoje. Já pensei em ler O vampiro Lestat, mas até hoje não fiz. Gostei do romance e do personagem. E o filme é MUITO bom. Marcou nossa adolescência. A primeira vez que o vi foi em VHS!

    Dei uma conferida no link. Sou mais rústico. Mas os móveis ali são lindos! Já pensou uma casa toda decorada com eles e um vampiro como Lestat em seu interior, para você chamá-lo de todo seu? kkkk

    Abraços!

    ResponderExcluir