CRÍTICA | I PROMISED YOU THE MOON - Parágrafo Cult

CRÍTICA | I PROMISED YOU THE MOON

Publicado em terça-feira, 31 de agosto de 2021

Pôster Promocional
 Ficha Técnica
Título Original: 
แปล รัก ฉัน ด้วย ใจ เธอ Parte 2
Lançamento: 27 de Maio de 2021 - 24 de Junho de 2021
Direção: Meen Tossaphon Riantong
Duração: 1h e 10 min por episódio
Classificação: 15 anos
Gênero: Drama, Romance
País: Tailândia
Rede Original: Line TV

Sinopse
Teh e Oh-Aew que agora estão em um relacionamento feliz há mais de um ano, se despediram de Pukhet e seguiram para Bangkok para suas vidas universitárias. Desta vez, conforme os dias passam, Teh começa a se sentir diferente em relação a Oh-Aew a medida que passa mais tempo com seus amigos da universidade. Para piorar, ele começa a desenvolver sentimentos por Jai, seu veterano no clube de teatro, o que Oh-Aew começa a perceber. 

 * Possíveis spoilers de I Told Sunset About You*

I Promised You The Moon (tradução: Eu te prometi a lua) é a sequência de I Told Sunset About You (ITSAY), que inclusive tem resenha aqui pelo blog também. Resolvi trazer a minha opinião sobre essa segunda parte do romance entre Teh e Oh-Aew após perceber que a primeira resenha está no TOP 3 de posts mais lidos aqui do blog esse ano e também porque eu gostei bastante da primeira parte então estava bem ansiosa por essa segunda. 
Oh-Aew e Teh agora estão há mais de um anos juntos. Seu relacionamento parece feliz mas agora não estão mais rodeados pelas paisagens da bela Pukhet e sim pela cidade grande Bangkok, que é onde irão morar até o fim de seus dias como estudantes universitários.

A realidade agora vai ser diferente para os dois e como já era de se esperar, problemas aparecerão. Os dois farão amizades e seguirão caminhos inesperadamente diferentes. Na resenha de ITSAY eu comentei que Oh-Aew era um personagem que mudava muito de ideias. Ele mesmo disse que sempre acabava desistindo das coisas e é o que acaba acontecendo aqui. Com o passar do tempo ele percebe que a atuação não é algo que realmente ama ou deseja seguir como carreira e por isso decide mudar de curso. 
É aí que a história realmente começa já que a competição entre ele e Teh para ver qual deles seria um grande ator foi o que moveu toda a primeira temporada. Eles brigaram e se separaram quando crianças por conta disso e depois, novamente se aproximaram e separaram quando mais velhos. Teh até mesmo desistiu de sua vaga por conta do Oh-Aew em ITSAY e isso foi o que causou toda uma confusão mas a primeira temporada finalizou com tudo parecendo ter se encaminhado, o que fez com que Teh fizesse planos e sonhasse com um futuro onde eles estariam juntos atuando, então quando Oh-Aew desiste do curso, isso é um choque para Teh que é alguém que desde o início mostra não saber lidar com mudanças e isso, claro, faz com que ele tome uma série de atitudes duvidosas que vão tornando seu relacionamento cada vez mais frágil. 

Acho que seria injusto dizer que entre as duas temporadas o personagem do Teh não amadureceu. Quando estão em Bangkok ele não esconde seu relacionamento com Oh-Aew, o que é uma grande mudança com relação a primeira temporada onde ele não podia aceitar seus sentimentos por outro garoto. Oh tentou seguir no curso de atuação mas se sentia cada vez mais desconfortável nas aulas, ao contrário de Teh que já foi para o clube de teatro e se atolando de compromissos lá, o que faz com que os dois passassem cada vez menos tempo juntos. 

Tenho que dizer que não culpo o Oh-Aew pela mudança do curso, afinal, já passei por algo parecido até finalmente encontrar o caminho que realmente queria seguir mas isso também me custou algumas coisas que eu estimava muito. No caso do Oh, ele não tinha culpa das expectativas que o Teh colocou nele. O desconforto nas aulas chegou ao ápice quando um diretor de um teste pediu para que ele fosse menos afeminado para o personagem, o que foi finalmente um catalisador para ele resolver seguir um caminho onde ele se sentisse mais confortável sendo ele mesmo.

Teh é um personagem impulsivo e que por conta disso acaba machucando as pessoas que ama sem perceber. Enquanto Oh está perdido com relação a carreira (ao menos até entrar no novo curso e perceber que ali se sente acolhido), Teh se afasta cada vez mais de Oh e o culpa, sem perceber que é ele quem está colocando esse espaço entre eles. Gente, que diferença que um diálogo teria feito aqui... Teh vai guardando para si o que o incomoda enquanto Oh faz de tudo para se manter próximo dele.
Os novos amigos do Oh que ele faz no novo curso são a coisa mais preciosa da série inteira, estando sempre ali para o ouvir e apoiar quando necessário, além de serem engraçados. Já Teh, apesar de ter feito algumas amizades no curso, se aproximou mais de Jai que apesar de ser um ótimo personagem feito pelo ator Oab Nithi, é um tanto quanto egoísta em sua amizade, brincando com a mente já instável e insegura de Teh.

Por mais que essa segunda temporada não tenha me deixado tão encantada quanto a primeira, já que gosto de toda a inocência do primeiro amor presente em ITSAY, essa segunda temporada não ficou para trás com relação a qualidade no geral .A direção é tão boa quanto, cheia de fotografias lindas mesmo em meio a uma cidade grande como Bangkok. A trilha sonora novamente foi cantada pelos protagonistas, sendo bem cativante na canção principal chamada "Safe Zone". Entendo muita gente não ter gostado dessa temporada por conta da impulsividade egoísta do Teh, o que me fez achar que a série não teria um final feliz mas eu admito que gosto desse realismo presente já que mostrou os altos e baixos de um relacionamento juvenil, afinal o Teh é claramente um personagem fácil de se identificar e acho que ele aprendeu bem a lição e finalmente amadureceu após suas atitudes, mesmo tendo demorado mais do que o Oh para isso, que sempre foi bem mais pé no chão no relacionamento. É como uma crítica que li no site GeeknFeminist que, resumiu bem o personagem: 

"Teh é o lado realista e complicado no ser humano, sempre arrastando as pessoas para sua confusão sentimental, sem pensar nas consequências e quando isso finalmente acontece, ele fica genuinamente machucado. Ansioso e obcecado quando está apaixonado, e a nítida insegurança em Oh aew deixa-lo em qualquer mínima mudança em sua vida, Teh está sempre preso no passado, estragando o seu relacionamento antes de ser deixado."

Gostei muito e admito que estou encantada até agora. Esse ano eu me permiti assistir mais produções do gênero e I Promised You The Moon e I Told Sunset About You ainda se destacam por não seguirem aquele estereótipo de conto romântico impossível e nada realista e ainda sim tem um final feliz, além de abordar dramas reais junto de um visual maravilhoso e com uma trilha-sonora melhor ainda. A série finalizou bem e sem pontas soltas mas deixou um gancho bem bacana para caso queiram fazer uma terceira temporada, o que eu não iria reclamar nem um pouco.

Alguns gifs da série que encontrei no Tumblr para vocês verem como a fotografia ainda é bem bonita:
As paisagens maravilhosas de Pukhet da primeira temporada são incomparáveis mas achei que fizeram um ótimo trabalho no meio da cidade grande. 

TRAILER
O trailer oficial tem legenda em inglês e espanhol mas você encontra ele com legenda em português no youtube.

TRILHA SONORA
Safe Zone - Billkin e PP Krit
Esse é o clipe da música de abertura cantada pelos protagonistas. O de cabelo vermelho é o PP Krit que faz o Oh-Aew e o moreno é o Billkin que interpreta o Teh. Os dois são cantores famosos na Tailândia. É uma música bem fofa mas admito que prefiro a canção principal da primeira temporada chamada "Skyline", mesmo ela tendo uma vibe mais deprê. kkkkkk  Vou deixar ela abaixo, caso queiram ver.

Skyline - Billkin
Essa é a música principal da trilha-sonora da primeira temporada. Pelo que entendi, é uma regravação de uma canção chinesa antiga. Essa é a versão tailandesa cantada pelo Billkin e a que mais gostei mas tem a versão chinesa de mesmo nome nesse canal do vídeo acima que é cantada pelo PP Krit. 
É deprê? Sim, admito. Mas adoro ela. ç.ç

Nota: 

Gostaram do post? Sei que sempre acabo me empolgando, me desculpem. Tenho assistido várias séries do gênero ultimamente, como TharnType, 2gether, Cherry Magic e por aí vai, então me falem se quiserem mais posts do tipo que eu trarei já que vi que o último agradou.

2 comentários:

  1. Oi, Larissa. Como vai? Mrnina prineiramente quero parabenizá-la por ter feito uma resenha tão completa e perfeita. Particularmente gosto de produções da Tailándia, embora ultimamente não tenha assistido a nenhuma. Sua empplgação mostra-nos claramente o quanto você curtiu o que viu, embora não tenha lhe encantado tanto quanto a primeira. Fiquei curioso para conhecer de oerto esta produção. Abraço!



    ttps://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Descobri este site essa semana e já estou adorando os conteúdos, são ótimos!

    Parabéns! 👏

    Meu Blog: Sonhos e Significados

    ResponderExcluir